Entrada > Destaques > Notícias > Docentes do ISCAP estiveram no evento "100 anos da Interpretação de Conferência"

Docentes do ISCAP estiveram no evento "100 anos da Interpretação de Conferência"

ISCAP

Hugo Cosme e Pedro Duarte apresentaram comunicação sobre a introdução de estudantes no mercado da interpretação


Os docentes do ISCAP Hugo Cosme e Pedro Duarte (investigador do CEOS.PP) participaram, em representação da Associação de Profissionais de Tradução e de Interpretação (APTRAD), no evento comemorativo dos 100 anos da interpretação de conferência “Looking back… and looking forward”.

Com uma apresentação dedicada à introdução de estudantes no mercado da interpretação intitulada “From training to practice- the first steps into the market”, os autores mostraram o sucesso de um projeto que visa criar pontes entre o mundo académico e o mercado de trabalho. Pontes como as que a relação do ISCAP com a APTRAD pretende estabelecer, através dos protocolos estabelecidos e da colaboração que as duas entidades mantêm. A participação nesta conferência permitiu verificar que a APTRAD e  o ISCAP estão na linha da frente da formação e do apoio aos profissionais da interpretação.


Sobre o evento:

O evento, organizado pela Faculdade de Tradução e Interpretação da Universidade de Genebra, decorreu nas instalações da Organização Internacional do Trabalho e reuniu durante dois dias profissionais da interpretação, académicos e diversas organizações que contam com os serviços de grande parte dos intérpretes contratados a nível mundial. A conferência, subordinada ao tema “Looking back… and looking forward” permitiu a discussão da profissão que teve início há 100 anos e dos desafios que nos reservará o futuro, servindo ainda para incluir no debate os intérpretes de língua gestual que conta já com uma história de 225 anos.  A APTRAD, em parceria com o ISCAP,  apresentou um projeto que pretende fazer uma ponte entre a formação e a experiência profissional dos intérpretes formados nesta instituição. O objetivo principal passa por responder à necessidade da obtenção de competências em ambiente profissional para que futuramente estes estudantes recém-formados possam entrar e singrar num mercado de trabalho onde a experiência é essencial. 

 

Leia mais aqui

Autor

gcrp

Partilhar