Entrada > Destaques > Comunicação > Artigos de Opinião > Comércio Internacional

Comércio Internacional

Mercados dinâmicos, globais e cada vez mais exigentes impõem vários desafios às empresas, sendo, assim, imperativo que estas tenham uma equipa altamente especializada, formada e disposta para enfrentar estes mesmos desafios. A Licenciatura em Comércio Internacional, lecionada no ISCAP, visa preparar futuros profissionais de forma a que estes sejam capazes de integrar as mais diversas áreas funcionais de uma empresa ou organização e de dar resposta às exigências do atual mercado.

A licenciatura em Comércio Internacional assenta num plano de estudos abrangente e multidisciplinar, combinando conhecimentos técnicos e científicos (gestão, economia, direito, marketing e estatística) e instrumentos analíticos (técnicas de comércio internacional, logística, tecnologias de informação e comunicação, comércio eletrónico).

Num curso polivalente, muitos são os objetivos: habilitar para a gestão e análise das operações do Comércio Internacional; desenvolver capacidades ao nível da definição e implementação de estratégias no âmbito dos processos de internacionalização; conhecer e analisar sistemas económicos, os processos de integração internacional e as dinâmicas geoeconómicas; desenvolver competências ao nível da definição e implementação de estratégias de gestão de produto, marketing e vendas; conhecer e compreender as questões e procedimentos jurídicos nacionais, europeus e internacionais; desenvolver e aplicar técnicas de gestão de operações logísticas e transitárias; e utilizar e aplicar as tecnologias na gestão de informação e do comércio eletrónico.

Nos últimos anos, a procura do curso tem vindo a aumentar, tanto no regime diurno como em regime pós-laboral. De acordo com a diretora do curso, Professora Doutora Raquel Pereira, “nos últimos dois anos, por cada vaga, houve, respetivamente, 10 e 9 candidatos, em 2017/18 e 2018/2019. O número de estudantes inscritos, no 1º ano pela 1ª vez subiu 9,2% em 2017/18, relativamente a 2016/2017, e 7,2% em 2018/19 comparativamente a 2017/18. Esse aumento da procura tem-se refletivo na subida das notas médias de entrada. A nota média de entrada em 2016/17 era de 138,1 tendo subido para 147,5 em 2018/19.” No concurso de acesso ao ensino superior o último colocado da licenciatura em Comércio Internacional, no ano letivo 2018/2019, entrou com classificação de 15,6 valores, tornando-se a licenciatura do ISCAP com a nota mais alta do último colocado.

A ligação do curso com o mundo empresarial tem vindo igualmente a aumentar. Esta tem vindo a ser reforçada, em grande parte, dado o maior número de parcerias de estágio com empresas, verificando-se um aumento em 2017/18 de 48% relativamente a 2016/17.

Para além disto, a diretora do curso refere que “existem outros contextos/formas de ligação e aproximação do curso ao meio empresarial e contexto externo, nomeadamente: o Conselho Consultivo do ISCAP integra entidades externas ligadas ao curso; a Licenciatura é reconhecida pela Ordem dos Despachantes Oficiais; São realizados vários eventos em que participam entidades do meio empresarial, para realizar seminários/palestras, contexto de aula, mas também para participar no Fórum Comércio Internacional;  há docentes que colaboram em projetos conjuntamente com empresas, associações e outras entidades e ainda são promovidas visitas de estudo para os alunos;

Terminada a licenciatura em Comércio Internacional, eis algumas das saídas profissionais que os estudantes poderão vir a exercer: Gestão de atividades logísticas e transitárias; Consultor nos serviços associados à atuação internacional; Técnico de alfândegas; Gestão de departamentos comerciais e de mercados internacionais; Técnico Comercial; Técnico de Vendas; Despachante Oficial; Técnico superior para instituições e entidades públicas e privadas (Câmaras de Comércio, Associações Industriais, Comerciais e Empresariais, entre outras.).

Para Margarida Ferreira, estudante do 3º ano da licenciatura, “o que mais gosto do curso é a diversidade de valências que nos permite atingir; a panóplia de saídas profissionais às quais, descobrimos com o tempo, temos acesso; a existência de um evento “Fórum de Comércio Internacional” que é realizado por estudantes para estudantes da licenciatura, com a abertura a toda a comunidade académica; a proximidade que existe entre docentes, não-docentes e discentes; a família que o ISCAP é, havendo uma comunicação facilitada e acessível”.

Se ficaste interessado e precisas de mais alguma informação sobre a Licenciatura em Comércio Internacional clica aqui.

Contributo da Diretora de Curso, Professora Doutora Raquel Perreira e da Estudante Margarida Ferreira.

Autor
João Ponte