Entrada > Destaques > Notícias > ESTUDANTE DO ISCAP RECEBE MENÇÃO HONROSA NO PRÉMIO COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE ANTÓNIO SÉRGIO

ESTUDANTE DO ISCAP RECEBE MENÇÃO HONROSA NO PRÉMIO COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE ANTÓNIO SÉRGIO

ISCAP



Patrícia Ávida da Cunha Costa
Mestre em Contabilidade e Finanças do ISCAP

Patrícia Ávida da Cunha Costa, Mestre em Contabilidade e Finanças, pelo ISCAP, vence Menção Honrosa do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio. Em 2012, foi criado pela CASES (Cooperativa António Sérgio para a Economia Social), a atribuição do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio com a finalidade de homenagear pessoas singulares e coletivas que se tenham distinguido no setor da economia social e, é atribuído nas seguintes categorias: inovação e sustentabilidade; estudos e investigação; formação pós-graduada; trabalhos de âmbito escolar; e prémio especial personalidade da economia social. Cada categoria é premiada com um prémio monetário (exceto o prémio especial personalidade da economia social) e, mediante a qualidade das candidaturas também podem ser atribuídas menções honrosas.

 

Nota sobre Patrícia Costa
"Em 2016, para obter o grau de Mestre em Contabilidade e Finanças foi necessário desenvolver a dissertação e, para isso, precisava de abordar um tema diferente do que já tinha vindo a ser alvo de estudo para que tivesse uma motivação extra para terminar este percurso académico. Como orientadoras da dissertação tive a Professora Doutora Ana Maria Bandeira e a Professora Doutora Deolinda Meira, que foram um apoio fundamental neste percurso. Inicialmente, a minha ideia foi estudar a literacia, mas não tinha bem delineada a população que iria ser alvo de investigação e, através de discussão com as orientadoras do que viria a ser a população da amostra para o estudo/investigação, foi sugerido aplicar o estudo da literacia ao setor cooperativo e, como não existiam estudos acerca desta matéria neste ramo da economia social, decidi aceitar esta sugestão.

Com o tema definido, foi necessário estabelecer o que seria alvo de análise e, ficou delineado estudar o grau de (i)literacia jurídico – contabilística no setor cooperativo, utilizando como indicador a reserva de educação e formação cooperativas, por se tratar de uma reserva com caraterísticas muito específicas.

Durante o desenvolvimento da dissertação tive o privilégio de participar no congresso subordinado ao tema “Desenvolvimento Sustentável do Território – Douro e Trás-os-Montes”, realizado na UTAD e, que é resultado e consequência das jornadas cooperativas. Neste congresso tive a oportunidade de ouvir profissionais do setor cooperativo a falarem de diversos assuntos deste ramo da economia social e, ainda fiquei com mais interesse em estudar as cooperativas porque, durante todo o percurso a académico (licenciatura e mestrado) esta matéria não está incluída no programa curricular.

Em Dezembro de 2016, defendi a dissertação de mestrado e, obtive a classificação de 18 valores. Obviamente que, fiquei contente com o resultado e também porque fiz algo que contribuiu para desenvolver o meu conhecimento e, porque é algo diferente e que poderá contribuir para motivar outros jovens a terem interesse por este e outros temas da área da economia social que ainda está pouco explorada ao nível dos estudos.
Em 2017, candidatei-me à 6ª edição do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio na categoria de estudos e investigação. Nesta categoria são premiadas pessoas e entidades autoras de estudos e trabalhos de investigação no âmbito da economia social e, é tido em conta a qualidade técnica ou técnico – científica do estudo ou trabalho; o caráter inovador do estudo ou trabalho de investigação e, a potencial utilização das conclusões do estudo ou trabalho no delinear de políticas públicas para o setor da economia social. Nesta categoria, a dissertação que desenvolvi, “A (I)literacia no Setor Cooperativo – A Reserva de Educação e Formação Cooperativas”, foi premiada com uma menção honrosa. Esta menção honrosa trouxe-me uma grande alegria e satisfação e, isto é a prova de que todos esforços que se fazem acabam sempre por ser recompensados. Outro motivo pelo qual fico orgulhosa deste prémio é o facto de estar a representar o ISCAP e a qualidade do ensino e exigência desta Escola."

O ISCAP congratula a nossa alumni Patrícia Costa, desejando-lhe muito sucesso. Muitos parabéns Patrícia!



Autor

gcrp

Partilhar