topo

topo

bem-vindo

A partir de grupos de três alunos, são formadas empresas virtuais, cada uma integrada numa entre as quatro classes de actividades comerciais mais correntes, com uma dimensão média correspondendo a um quadro de pessoal de 35 trabalhadores, impondo-se a cada uma a transacção de um mínimo de três mercadorias e um serviço, enquadrados em catálogo de formato electrónico, competindo aos formandos a execução de todas as tarefas inerentes à criação das empresas e à gestão do desenvolvimento da sua actividade.

Do ambiente de simulação fazem parte os alunos (entidades individuais sujeitas a formação e avaliação), as empresas em que se organizam (com um plano de negócios e objectivos específicos), o Estado, a Banca e outras instituições públicas (Segurança Social, Fisco, etc.) e privadas (ex. associações empresariais e sindicatos) e outras empresas externas (nacionais e estrangeiras), organizadas num mercado.

 

 

 

A actividade dos alunos (com o estatuto polivalente de gestores e de funcionários das suas empresas, internamente decidido) e das unidades económicas por si geridas, processa-se num ambiente de forte interacção com as demais empresas, sejam as criadas pelos demais grupos de estudantes (cerca de 300), sejam as que compõem a faixa restante do mercado e do contexto empresarial (bancos, seguradoras, consumidores finais, empresas estrangeiras, instituições públicas e privadas, etc.), cabendo a gestão destas últimas ao professor da disciplina ou ao seu coordenador.

Por esta forma se configura um modelo dinâmico de actividades interdependentes, gerando em permanência factos e situações que afectam as empresas dos alunos, a quem compete reagir, provocando um encadeamento de acções que ganham sentido no âmbito do Plano de Negócios que é imposto a cada uma.

 

De toda a interactividade entre as empresas será gerada uma grande quantidade de informação, exigente de uma gestão complexa, marcada pela obrigação de cumprimento de prazos e objectivos, num ambiente de pressão de trabalho próximo do da realidade da vida empresarial autêntica, até porque alguma da informação prestada o será propositadamente com vício de escassez e/ou de incongruência, por forma a gerar perturbação e a provocar a discussão interna, espevitando a necessidade de busca da solução mais apropriada, por recurso aos canais mais convenientes: internet (disponível em todos os postos), manuais, etc..

As sessões de trabalho estão condicionadas por um Guião específico, através do qual se introduzem os impulsos necessários para fazer funcionar o mercado (encomendas, fornecimentos, recrutamento, despedimento, cobranças, impostos, etc.) e se determinam as acções a desenvolver durante a sessão.

 

 

Se actualmente praticada em ambiente didáctico, poderá ser sintetizada nos seguintes termos:

 

a) PRINCIPAIS OBJECTIVOS

      • orientar a formação para os níveis de mercado de procura mais exigentes e mais bem remunerados;
      • preparar os profissionais para funções mais especializadas;
      • fomentar o desenvolvimento de novas competências;
      • estimular a capacidade para estruturar, pesquisar e reorganizar  informação em ambiente integrado;
      • treinar e promover o trabalho em grupo e cooperativo;
      • fazer medrar a capacidade de trabalho sob pressão;
      • activar a capacidade de tomada de decisões;
      • enriquecer a capacidade de comunicação;
      • familiarizar o formando com a estrutura organizacional;
      • consolidar as atitudes profissionais, pessoais e éticas;
      • inclinar para a gestão pela qualidade;
      • homogeneizar o tratamento dos alunos;
      • abrir a Escola ao meio envolvente;
      • cumprir integralmente o programa estabelecido
      • envolver a participação dos docentes de todas as áreas conexas
      • aliciar a colaboração entre Escolas.
      • obter a certificação da qualidade do serviço prestado.

 

b) AMBIENTE

      • marcado por enorme complexidade de gestão (grandes volumes de informação, polivalência fenomenológica, gestão em tempo real, interacção intensa);
      • concebido na base de simulação da relação laboral;
      • orientado para a aplicação dos conhecimentos adquiridos, numa perspectiva interdisciplinar;
      • configurado em formatação empresarial, sujeito a requisitos de controlo e integrado em cariz social;
      • subordinado a calendário real;
      • visando a certificação da organização;
      • com garantia de permanente operacionalidade.
      • de grandes cargas de trabalho

 

c) METODOLOGIA

      • criação e desenvolvimento de todas as actividades burocráticas de uma empresa;
      • dinâmica operacional;
      • reactividade;
      • obrigatoriedade de recurso às novas tecnologias, com prioridade à interacção.

 

d) MEIOS

      • ferramentas e meios tecnológicos avançados;
      • mecanismos profissionais;
      • instrumentos de gestão idênticos aos que se encontram á disposição da média/grande empresa;
      • instalações adequadas à simulação completa do ambiente empresarial;
      • participação de professores, monitores e entidades com experiência profissional;

 

e) AVALIAÇÃO

    • Contínua (sessão a sessão);
    • com complemento de avaliação do desempenho comportamental;
    • baseada numa forte componente da ética e das atitudes de todos os participantes;
    • com apoio dos meios electrónicos envolvidos;
    • incluindo a dos próprios agentes envolvidos, a cargo dos alunos.

 

Como nota psicológica essencial do novo sistema de ensino e de formação assente na SE, importa referir a estimulação espontânea da percepção de auto-eficácia dos e pelos próprios alunos, que, à medida da avaliação pessoal do seu desempenho e da consequente (in)satisfação, face às dificuldades dos problemas que lhes são contingencialmente propostos, se revela um importante factor de motivação determinante do seu grau de perseverança nas sucessivas tarefas que defrontam.

 

Horário de Atendimento

As disciplinas de Simulação Empresarial funcionam todos os dias úteis no horário das 8h00 às 23H00 e ao sábado das 8h00 às 14h00.

 

Contactos

Drª Teresa Barros

Telefone: +351 22 905 00 00
E-mail: simulacaoempresarial@iscap.ipp.pt